terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Destino: Pólo Norte

Querido Papai Noel,

Já me disseram que o senhor não existe e, há pelo menos uns 15 anos, eu sei que a minha mãe compra meus presentes de Natal. Só que aconteceu uma coisa, bom velhinho, que acho que nem o Super – Homem poderia resolver...

Pensando nisso, a única solução que achei foi tentar enviar essa carta ao Pólo Norte, com a esperança de que na sua fabulosa Fábrica de Brinquedos se encontre a solução para o meu problema.

Acontece, Papai Noel, que eu tenho um congelador. Um congelador enorme. Grande, grande mesmo. Só que ele não pára de congelar. O gelo já tomou conta dele todinho, não há mais espaço para colocar nada dentro. Há tanto gelo, Papai Noel, que o congelador está expulsando todas as coisas de dentro dele para dar lugar à expansão da neve.

Já chamei todos os técnicos, já pedi a Deus, já tirei da tomada, já deixei jogado num canto, já li o manual... Mas nada acontece. Nada mesmo. O congelador continua congelando.

Minha casa está ficando fria, meus dias estão ficando frios, tudo que vejo e que toco está se refrigerando. Papai Noel, creia-me: eu gosto de calor. Sou brasileiro, gosto de praia, de frescobol, de 40 graus. Não gosto desse frio todo não. Eu quero é calorão, aquele que não deixa e gente dormir sem ligar o ar no máximo.

Então, Bom Velhinho, vou me despedir com o coração na mão e a mão apontando pro céu pra ver se acho uma rena voadora. Por favor, vê se dá pra arranjar um jeitinho de descongelar o congelador pra mim... Sei lá, um isqueiro mágico ou uma caixa de fósforos poderosa... Estou torcendo, viu?

Um beijo, Noel
Do brasileiro do congelador.

PS: Eu fui bonzinho esse ano. Segurei o meu orgulho, maneirei na raiva, no rancor e na tristeza. Papai Noel, eu sorri até quando tinha que chorar.


Ponto final.
Feliz Natal
ho-ho-ho

2 comentários:

Thiago Alfradique disse...

hahaha
Igual uma cartinha de criança!
hehehe

lety disse...

Em cada detalhe, com toda a simplicidade te vejo grande e carinhosa. Cada palavra sua expressa, mesmo que de maneira sutil todo o seu sentimento e amor!
Por essas e outras venho te parabenizar, dizer que sou sua grande fã! Mas acima de tudo sua amiga! Que a distância não nos impeça de continuar trilhando caminhos de companheirismo e lealdade. Amo-Te pra sempre, Cérebro. Mesmo que o sempre tenha suas poucas e boas histórias pra contar.^^
Parabéns Lulu!
(L)!