terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Um dia

Um dia negro, um dia cinza, um dia sem cor, um dia triste, um dia sem. Um dia poço, um dia trilhos, um dia deserto, um dia trovão.

Um dia lágrimas, poças, rios... Um dia, dois, três.
Um dia choro, um dia soluço, um dia travesseiro, um dia lenço de papel.

Um dia chute, um dia soco. Um dia ira, um dia dó, um dia dor. Um dia grito, um dia perguntas, um dia ponto de interrogação. Um dia mágoa, um dia angústia, um dia se começa a entender.

Um dia percebe, um dia realiza, um dia faz sentido. Um dia batalha, um dia briga,um dia muda, um dia percebe.

Um dia cura, um dia sara, um dia clareia, um dia esclarece. Um dia para, um dia passa, um dia resolve, um dia sorri.

Um dia suspira, um dia supera, um dia reúne, um dia regenera. Um dia constrói, um dia colore, um dia acende. Um dia melhora, um dia há de melhorar.

Um dia se entende, um dia se esquece, um dia se muda, um dia há de se ganhar. Um dia realiza, um dia compreende. Um dia, de tanto lutar, a gente aprende.

Vai chegar o dia em que você vai virar para essa dor que te fez tão mal e falar no ouvido dela: "Você não me fere mais".


Luisa Iva
15/02/2011


Ponto final

Um comentário:

Cris Prates disse...

luisa, passei para retribuir tua visista, e d quebra gostei muito do teu blog. Tu escreve super bem. tens q postar mais seguido. bjks