terça-feira, 27 de outubro de 2009

Demorei, mas voltei!

A minha única certeza, é que a dúvida existe. Eu corro atrás de algo que nem eu mesma sei o que é. Só sei que é vago. Mas eu quero. E, de tanto querer, chego a não querer. E do desejar tão intenso, a chama se apaga. Normal. Na verdade, normal mesmo, é não ter nexo algum.

Eu não gosto de lugares lotados, mas a minha cabeça está abarrotada de idéias conflitantes que fazem a cada dia um carnaval maior. E nem por isso eu posso dizer que estou acostumada com essa situação. Até porque, acostumar-se não é uma coisa boa. Eu procuro não me acostumar com nada. Ficar confortável demais numa situação me gera desconforto.

Quanto mais achamos que vamos acertar, maior é a possibilidade do erro. E quanto maior é a altura, mais dolorosa é a queda. Mesmo assim, não é legal se acomodar. Não mesmo. Acomodação gera dúvida. E dúvidas muitas vezes não têm resposta. E a falta de resposta gera o caos. O caos não é bom, mesmo que a maioria de nós consiga conviver com ele.


Quanto mais eu avanço, mais regresso pra dentro de mim.
Quanto mais eu corro, mais eu quero voltar.
Mas não volto.
Volto não.



Cotidiano

Eu continuo esperando você passar
Parece que não vem tão cedo
Parece que vai demorar.

Tô esperando você surgir naquela esquina
Como sempre, essa sina,
Essa repetição contínua
O dia de todo-dia
A cena de todo dia.

Tô aqui parada, encostada
No muro de cal
Em frente à papelaria
Na rua principal
Nesse final de dia
Já são seis horas
E cadê você?

Cadê?
Cadê? Cadê você?
Cadê você que não passa?

Nesse contínuo movimento,
Nesse todo tormento
Vejo o mundo menos você

E nada de passar
Nada de passar, passar
Nada de passar
Nada de passar
Nada de passar...

Passou!
Puta que o pariu!
Eu tava amarrando o cadarço.

Luisa Iva
27/10/2009


Ponto final.
Tô morrendo de pressa, mas senti saudade.
Prometo postar com mais frequência!
Beijos a todos, em especial ao pessoal que andou lendo o blog nesse tempinho.

8 comentários:

Bia disse...

você é demais!
é cada texto, melhor que o outro..
te amo, e to morrendo de saudade!

parabéns =)

Julia disse...

Adoreeeeei!
Muito bom IRMÃ!
:D

Thiago De Brito disse...

Não tem o que comentar
mas pra depois você não reclamar
que eu não comentei.

Ta aí!

rayssa disse...

Ameeeei Lú! me identifiquei! hahaha ;p

lety disse...

Ameiiiiiiii!!! Escreve maiiiis!!!
Te amo!!! ;]
Lety!

Guilherme Britto disse...

Sempre surgem malditos cadarços...

Guilherme Britto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mª Be disse...

Eu não gosto de lugares lotados, mas a minha cabeça está abarrotada de idéias conflitantes que fazem a cada dia um carnaval maior.

Cara de todo o post, esse foi o trecho que mais me fascinou, eu me senti nele *-*
Tu escreve muito bem, e aquele 'cotidiano' li como se fosse música.
Tá eu sempre faço isso, mas tudo bem.
adorei aqui :D